oradores

Demografia e Segurança Social

+

Desenvolvimento Regional

+

Futuro da União Bancária

+

Justiça
 

+

Mercado
de Trabalho

+

Números do
Dinheiro

+

Saúde
 

+

Sistema
Político

+

O Tratado
Transatlântico

+

Demografia e Segurança Social

A crise de dívida veio alterar significativamente o Estado Social em Portugal e na Europa. Enquanto uns pretendem expandir novamente as prestações sociais, com uma aposta no combate à pobreza, muitos se questionam, no entanto, se temos dinheiro para isso. Com uma população em franco envelhecimento, a reforma da Segurança Social está na ordem do dia. Plafonamento ou diversificação das receitas, congelamentos ou reposição das pensões – que Segurança Social pode Portugal ambicionar ter?

No dia 16 de Fevereiro trazemos todas as respostas.
Até lá fica a conhecer um pouco melhor cada um dos nossos convidados:

Manuela Arcanjo

Manuela Arcanjo é professora no ISEG e Vice-Presidente do Conselho da mesma instituição, onde leciona as cadeiras de Economia Pública, Finanças Públicas, Política Económica e Economia e Políticas de Segurança Social. Licenciada em economia pelo ISCTE e doutorada em Economia pelo ISEG. Exerceu funções como ministra da Saúde do XIV Governo Constitucional, presidido por António Guterres.

Maria João Valente Rosa

Maria João Valente Rosa é demógrafa e professora universitária. Doutorada em Sociologia, com especialidade em Demografia, pela FCSH-UNL, tem vários artigos e livros publicados sobre o tema. Dirige o projecto Pordata da Fundação Francisco Manuel dos Santos. No âmbito dos diversos cargos públicos que exerceu, assegurou a representação nacional em várias instâncias europeias e internacionais (Comissão Europeia, Eurostat, OCDE) relacionadas com a produção de estatísticas e de indicadores.

Pedro Adão e Silva

Pedro Adão e Silva é professor no ISCTE-IUL. Licenciado em Sociologia pelo ISCTE-IUL e doutorado em Ciências Sociais e Políticas pelo Instituto Universitário Europeu de Florença concluído em 2009, é ainda colunista no jornal Expresso e comentador político na TSF e na SIC-N. As suas áreas de interesse em investigação são principalmente as políticas públicas, europeização e políticas sociais.

Maria Margarida Corrêa de Aguiar

Maria Margarida Corrêa de Aguiar é diretora no Banco de Portugal, exercendo funções como Consultora do Conselho de Administração, e diretora da revista Economia e Segurança Social. É licenciada em Gestão de Empresas pela Universidade Livre. Desempenhou as funções de Secretária de Estado da Segurança Social, e Administradora Delegada da Sociedade da Sociedade Gestora do Fundo de Pensões do Banco de Portugal.

Francesco Franco

Francesco Franco é professor de mestrado e doutoramento na Nova School of Business and Economics. É licenciado em Economia Política e mestre em Economia pela Bocconi University; doutorado em Economia pelo Massachusetts Institute of Technology. Fundou uma empresa em 2007, Skeej S.R.L., que deixou em 2010. Em 2013/2014 fez parte do painel residente do Ministro Português dos Negócios Estrangeiros para os assuntos Europeus. Os seus interesses de pesquisa centram-se maioritariamente em macroeconomia internacional.

Desenvolvimento Regional

O desenvolvimento regional tem sido um tema amplamente discutido em Portugal ao longo das últimas décadas: desde a desertificação das áreas rurais à aplicação dos fundos europeus, passando pela necessidade de descentralização, tendo havido inclusive um referendo à regionalização em 1998. O papel dos municípios, a reorganização das freguesias e o fomento do espírito empreendedor a nível local são desafios do presente e do futuro. Afinal, como é que o desenvolvimento regional pode ser impulsionado?

No dia 17 de Fevereiro damos todas as respostas.
Até lá fica a conhecer um pouco melhor cada um dos nossos convidados:

Francisco Nunes Correia

Francisco Nunes Correia é licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico e doutorado pela Colorado State University, também em Engenharia Civil. Actualmente é Professor Catedrático de Recursos Hídricos e Ambiente do Instituto Superior Técnico, sendo também membro do Conselho Nacional da Água desde a sua criação em 1994. É autor ou editor de 8 livros e mais de 100 artigos e comunicações. Desempenhou também as funções de Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional entre 2005 e 2009.

Miguel Poiares Maduro

Miguel Poiares Maduro é professor universitário na European University Institute e na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa. Foi Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional de 2013 a 2015. Licenciou-se em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e é doutorado em Direito, com distinção, pela European University Institute em Florença. É especialista em Direito Constitucional e Direito da União Europeia e foi Advogado-Geral no European Court of Justice entre 2003 e 2009.

Rui Nuno Baleiras

Rui Nuno Baleiras é vogal executivo no Conselho Superior do Conselho de Finanças Públicas. Professor Associado da Universidade do Minho, desempenhou entre 2005 e 2009 as funções de Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional. Doutorou-se na Universidade Nova de Lisboa em 1997, onde foi também Professor Auxiliar, contando com várias publicações académicas ao longo dos anos. Rui Nuno Baleiras foi consultor de várias entidades do estado português, desde a Presidência da República à Presidência do Conselho de Ministros.

Rui Baptista

Rui Baptista é Professor Catedrático no Instituto Superior Técnico, onde é Presidente do Departamento de Engenharia e Gestão e leciona cadeiras como "Empreendedorismo de Base Tecnológica" e "Estratégia e Desenvolvimento Organizacional." Licenciado em Economia pela Universidade Católica Portuguesa e doutorado em Gestão pelo London Business School, Rui Baptista faz também parte do corpo docente do Departamento de Social and Decision Sciences na Carnegie Mellon University. Entre 1998 e 2002, exerceu funções como assessor sénior no Ministério da Economia e da Inovação.

Susana Peralta

Susana Peralta é Professora Associada na Nova SBE e investigadora no CEPR e CORE-UCL, Doutorada em Economia pela Université Catholique de Louvain, é especialista em Economia Pública. A sua investigação centra-se na análise dos vários níveis de governo e das relações entre eles, incluindo a concorrência fiscal e questões de economia política. Tem publicado o seu trabalho em revistas reputadas tais como The Economic Journal, Journal of Public Economics, e Journal of Public Economic Theory.

justiça

A Justiça é um dos sectores mais falados em Portugal. Todos reconhecem a necessidade de reformas para proceder à agilização dos processos e à modernização do sistema judicial. Contudo, poucos são os consensos obtidos nesta área. O sistema penal é também uma das últimas lacunas apontadas a Portugal pelas associações de direitos humanos. Como modernizar a Justiça em Portugal? Urge identificar o que está feito, o que está bem feito, e o que está por fazer. Mais ou menos tribunais? Mais prisões ou sentenças mais duras? E como combater a corrupção?

No dia 16 de Fevereiro damos todas as respostas.
Até lá fica a conhecer um pouco melhor cada um dos nossos convidados:

Francisco P. Carvalho

Francisco P. Carvalho possui uma licenciatura em Direito pela Universidade Católica Portuguesa e uma pós-graduação em Direito e Gestão pela Universidade Nova de Lisboa. Ele é sócio em litígio e prática na Uría Menéndez – Proença de Carvalho. No seu currículo está incluído, entre outros, a defesa de Ricardo Salgado; Christopher de Beck, ex-administrador do BCP; Nuno Vasconcellos, presidente da Ongoing e Horta e Costa no caso dos CTT. Na edição de 2015 a Iberian Lawyer considerou-o um dos 40 melhores advogados com menos de 40 anos em Portugal e Espanha.

Nuno Garoupa

Nuno Garoupa é professor de Direito na escola de Direito da Universidade de Texas A&M. Fez o doutoramento em Economia na Universidade de York e agregação em Microeconomia na Universidade Nova de Lisboa. Nuno Garoupa concluiu também um mestrado em Direito (LLM) da Universidade de Londres. As suas áreas de investigação incluem Direito e Economia, mas também Direito Comparado. Actualmente, é membro do Conselho Científico da Fundação Francisco Manuel dos Santos, tendo sido também membro de diversas associações de investigação e co-autor de algumas publicações, ambas nas áreas de Economia e Direito. Recebeu em 2010 o prémio de investigação Julian Marias.

Manuel Coutinho Pereira

Manuel Coutinho Pereira é actualmente economista no Banco de Portugal no departamento de investigação em Economia. É licenciado em economia, mestre em estatística e econometria, e doutorado em economia, tendo obtido toda a formação no Instituto Superior de Economia e Gestão. Foi economista-estatítico no Banco Central Europeu, departamento de estatística, e conselheiro do secretário de estado no ministério das finanças, em 2004/2005, relativamente ao orçamento nacional. Os seus interesses de investigação são macroeconomia empírica e economia da educação.

Rita Calçada Pires

Rita Calçada Pires é professora Universitária na Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa. Licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e fez o doutoramento em Direito Público na Universidade Nova de Lisboa. Os seus interesses na investigação inserem-se nas áreas de tributação, finanças públicas, economia social, empresas e inovação social. Integra actualmente a Direcção do Centro de Investigação e Desenvolvimento sobre Direito e Sociedade, da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Cristina Esteves

Cristina Esteves é, há 20 anos, jornalista e pivô na RTP, onde apresenta os programas de informação na RTP1 e RTP Informação. Licenciou-se em Direito em 1995 pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Estreou-se na televisão como apresentadora da RTP em 1991 e foi advogada estagiária na Calisto Melo em 1995/1996.

Futuro da União Bancária

Cerca de 15 anos depois da adopção da moeda única, os países europeus enfrentam uma série de reformas estruturais, principalmente ao nível do sector bancário. Quais as consequências do novo paradigma de regulação bancária na UE no contexto de um sistema financeiro cada vez mais interdependente? O que deve ser feito para evitar escândalos na banca, como aqueles a que temos assistimos recentemente?

No dia 15 de Fevereiro trazemos todas as respostas.
Até lá fica a conhecer um pouco melhor cada um dos nossos convidados:

João Duque

João Duque é professor catedrático no ISEG, instituição onde foi Presidente até 2014. Licenciado em Organização e Gestão de Empresas pelo ISEG, obteve o grau de doutor pela Manchester Business School em Administração de Empresas. Os seus domínios de Interesse são as Finanças, Mercados Financeiros, Produtos Derivados Financeiros e Gestão Financeira. É ainda Membro do Conselho Consultivo do IGCP. É colunista periódico no jornal Expresso

Mariana Mortágua

Mariana Mortágua é licenciada e mestre em Economia pelo ISCTE e frequentou o doutoramento na School of Oriental and African Studies (SOAS) da Universidade de Londres. Estreou-se como deputada na Assembleia da República em 2013, posição que ocupa atualmente pelo partido político Bloco de Esquerda. Integra a Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa e o Grupo de Trabalho – Impenhorabilidade da Habitação Própria. Publicou várias obras de economia incluindo “A Dividadura – Portugal na Crise do Euro” e “Não acredite em tudo o que pensa”

Nuno Silva

Nuno Silva, Economista no Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal desde 2009, estando atualmente na área de intermediação financeira. É licenciado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa e possui um Mestrado em Investigação Operacional e Finanças pela Universidade de Southampton. A sua atividade em termos de investigação tem-se focado na modelação do risco de crédito e na sua transmissão. No Banco de Portugal tem estado envolvido na monitorização das condições monetárias e financeiras da economia portuguesa e no acompanhamento das recentes reformas institucionais em curso na União Europeia.

Pedro Santa-Clara

Pedro Santa-Clara é Chair de Finanças “Millenium BCP” na Nova School of Business and Economics. É licenciado em Economia pela NovaSBE, mestre e doutorado em gestão pela INSEAD em França. Atualmente, Pedro Santa-Clara é research associate no National Bureau of Economic Research e research fellow no Center for Economic Policy Research. Foi também professor de Finanças na UCLA’s Anderson School of Management entre 1996 e 2009. Interessa-se por modelos teoréticos e econométricos de pricing de ativos.

Samuel da Rocha Lopes

Samuel da Rocha Lopes trabalhou em Supervisão e Estabilidade Financeira no Banco Central Europeu e desempenha atualmente funções no Banco de Portugal e na Autoridade Bancária Europeia, onde é o analista principal do setor bancário. Samuel da Rocha Lopes é também Professor na Nova SBE, onde leciona sobre risco de crédito – área onde tem 15 anos de experiência profissional. Publicou nos principais jornais da sua área e como formador do Banco de Portugal.

mercado de trabalho

Manuel Carvalho da Silva

Manuel Carvalho da Silva é investigador do Centro de Estudos Sociais (CES) desde 2009. Professor Catedrático de Sociologia convidado da Universidade Lusófona desde 2011, também coordena a delegação do CES em Lisboa e o Observatório sobre Crises e Alternativas. Licenciado e doutorado em Sociologia pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, Manuel Carvalho da Silva foi eleito coordenador da CGTP-IN em 1986, tendo exercido o cargo de Secretário Geral entre 1999 e 2012.

Pedro Portugal

Pedro Portugal é investigador do departamento de estudos económicos do Banco de Portugal e professor na Nova SBE. Doutorado em economia pela Universidade da Carolina do Sul nos Estados Unidos, a sua principal área de interesse é a economia do trabalho, focando-se em aspectos como desemprego, segurança laboral, entre outros. Publicou em revistas internacionais como American Economic Review, Review of Economics & Statistics, Journal of the European Economic Association.

Ricardo Pinheiro Alves

Director do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia, com responsabilidade ao nível do apoio aos gabinetes ministeriais na implementação de políticas públicas em termos de Economia e Emprego. Doutorado em Economia na Universidade de Bath, Reino Unido. Licenciado em Organização e Gestão de Empresas no ISCTE e Mestre em Estudo Europeus pela universidade Católica Portuguesa.

Números do Dinheiro

A economia não é uma ciência exata. O que revelam e o que escondem os números? O sobe e desce da economia. Os grandes negócios. As visões opostas. A partir do Salão Nobre da Nova SBE em directo na RTP3!

António Perez Metelo

António Perez Metelo é licenciado em Economia pelo ISCEF. Exerce desde 1978 a profissão de jornalista de assuntos económicos em diversos órgãos de comunicação social, tendo sido também autor de programas e editor de economia. É actualmente redactor principal do Diário de Notícias, colaborador da TSF e comentador de assuntos económicos na TVI. No passado, colaborou também com a RTP, Expresso e SIC. Foi também porta-voz da Câmara Municipal de Lisboa e conselheiro para a cooperação na Missão de Portugal em Díli.

Jorge Braga de Macedo

Jorge Braga de Macedo é professor na Nova SBE e director de Centro para Globalização e Governação na mesma. Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa, mestre em Relações Internacionals e doutorado em Economia pela Yale University. É também professor associado no Institut d’Études Politiques, research associate no National Bureau of Economic Research, research fellow no Center for Economic Policy Research e membro da Academia de Ciências de Lisboa. Foi presidente do instituto tropical de investigação; ministro das Finanças e Presidente do Comité Parlamentar de Assuntos Europeus em Portugal; consultor do World Bank, UN e IMF.

Ricardo Paes Mamede

Ricardo Paes Mamede é Professor Auxiliar do Departamento de Economia Política do ISCTE desde 1999, sendo Doutorado em Economia pela Universidade Bocconi em Milão. Entre 2008 e o início de 2014 foi Coordenador do Núcleo de Estudos e Avaliação do Observatório do QREN, após 2 anos enquanto Director de Serviços de Análise Económica e Previsão do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia e da Inovação em 2007 e 2008. Recentemente publicou o livro ‘O Que Fazer Com Este País’, a última de várias contribuições sobre a economia política portuguesa.

Fernando Teixeira dos Santos

Fernando Teixeira dos Santos é professor associado da Faculdade de Economia do Porto e membro fundador do Centro de Estudos Macroeconómicos e Previsão. Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e doutorado em Economia pela University of South Carolina, foi Ministro das Finanças e de Estado do XVII e XVIII Governo Constitucional e Ministro da Economia e da Inovação do XVII Governo Constitucional.

Saúde

Portugal aderiu em Outubro passado ao G8 dos serviços nacionais de saúde – a Aliança M8. No entanto, o Serviço Nacional de Saúde teve uma década turbulenta. Desde uma reorganização do mapa hospitalar que gerou muitos protestos ao persistente défice de médicos de família, passando ainda por escândalos mediáticos como as urgências sobrelotadas do Amadora-Sintra ou os neurocirurgiões sem horas extraordinárias do S. José.

Nestes anos os portugueses têm aderido em números recorde aos seguros de saúde privados. Com a saúde a assumir maior centralidade numa sociedade cada vez mais envelhecida e doente, temos que esclarecer: como anda o Serviço Nacional de Saúde? Quais os principais desafios quer para a saúde dos portugueses quer na prestação de cuidados de saúde?

No dia 18 de Fevereiro damos todas as respostas.

Fernando Leal da Costa

Fernando Leal da Costa é médico, Assistente Graduado Sénior de Hematologia Clínica do IPO de Lisboa, Especialista de Hematologia Clínica e de Oncologia Médica, Professor Auxiliar Convidado da ENSP. Foi Subdirector-Geral da Saúde, Coordenador Nacional para as Doenças Oncológicas, Secretário de Estado e Ministro da Saúde.

Fernando Lopes Ribeiro Mendes

Fernando Lopes Ribeiro Mendes é Professor Auxiliar do Departamento de Gestão do ISEG e preside à RSE Portugal. Licenciado em Economia pela Universidade Técnica de Lisboa em 1977 e doutorado em Ciências Económicas pelo Institut d'Etudes Politiques de Paris, em 1993, Fernando Lopes Ribeiro foi também Secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços do XIV Governo Constitucional e Secretário de Estado da Segurança Social do XIII Governo Constitucional.

Maria do Céu Machado

Maria do Céu Machado é médica, especialista em pediatria, tendo-se doutorado em Pediatria pela Faculdade de Ciências Médicas. Actualmente é diretora do Departamento de Pediatria do Hospital Santa Maria (CHLN) e Professora de Pediatria da Faculdade de Medicina (Universidade de Lisboa).

Pedro Pita Barros

Pedro Pita Barros é Professor Catedrático e Vice-Reitor na Universidade Nova de Lisboa. É membro do EC Expert Panel on Effective ways of Investing in Health, membro do Conselho Superior de Estatística, investigador do CEPR (Londres), membro do Conselho Editorial do Office of Health Economics, e membro da direcção do Instituto de Políticas Públicas – Thomas Jefferson – Correia da Serra. É presidente da Associação Europeia de Economia da Saúde. A sua investigação é focada em economia da saúde, regulação económica e política de concorrência, tendo publicado em numerosas revistas científicas. Foi vogal do conselho de administração da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos.

Jorge Simões

Jorge Simões é doutorado em Ciências da Saúde e Professor Catedrático Convidado com Agregação, na Universidade de Aveiro e no Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa. Jorge Simões é o actual Presidente da Entidade Reguladora da Saúde.

Sistema Político

A democracia foi uma das conquistas mais importantes do nosso país e constitui um dos valores basilares da sociedade portuguesa. Contudo, o descredito dos cidadãos para com o sistema político é crescente ano após ano, havendo um aparente divórcio entre os eleitores e os partidos, entre o povo e os magistrados da República. A reforma do sistema eleitoral, a participação cívica e o papel dos partidos políticos são por isso temas incontornáveis. Há espaço para melhorar o sistema político? No dia 17 de Fevereiro damos todas as respostas.

Até lá fica a conhecer um pouco melhor cada um dos nossos convidados:

Luís Campos e Cunha

Luís Campos e Cunha é Professor Catedrático na Nova SBE, onde é regente de várias cadeiras desde Economia Global a Comércio Internacional. Foi Vice-Governador do Banco de Portugal entre 1996 e 2002. Entre 2002 e 2005 dirigiu os destinos da Nova SBE (então Faculdade de Economia da UNL), a que se seguiu um breve período à frente do Ministério das Finanças. Teve várias bolsas e distinções nacionais e internacionais e publicou várias contribuições para a ciência económica e para a vida política e social de Portugal.

Pedro Magalhães

Pedro Magalhães é licenciado em Sociologia pelo ISCTE e Doutorado em Ciência Política pela Ohio State University. Actualmente é investigador auxiliar do Instituto de Ciências Socias de Lisboa, onde se dedica à investigação de temas na área da opinião pública, atitudes e comportamentos políticos e instituições políticas e judiciais. Entre 1999 e 2009, trabalhou no Centro de Estudos de Opinião Pública da Universidade Católica Portuguesa, que dirigiu entre 2005 e 2009.

Marina Costa Lobo

Marina Costa Lobo é investigadora auxiliar do Instituto de Ciências Sociais onde desenvolve trabalhos na área das instituições e comportamentos políticos dos portugueses em perspectiva comparada. Doutorada em Ciência Política na Universidade de Oxford, com uma tese sobre o Poder do Primeiro-Ministro e o funcionamento do Governo no Portugal democrático, tendo publicado sobre instituições políticas em Portugal, partidos políticos e a UE, e sobre o impacto dos líderes no comportamento de voto. Desde 2001 que é co-directora do Projecto Comportamento Eleitoral e Atitudes Políticas dos Portugueses. No âmbito deste projecto, ajudou a elaborar os primeiros inquéritos pós-eleitorais realizados em Portugal.

José Tavares

José Tavares possui um doutoramento em Economia pela Universidade de Harvard e é atualmente professor de economia na Nova SBE, e investigador no Centro de Investigação de Política Económica (CEPR). Lecionou anteriormente na Universidade da Califórnia, Universidade de Harvard e na Universidade Católica Portuguesa. A sua investigação foca-se em diversas áreas, incluindo a relação entre democracia e crescimento, o custo de discriminação de género e o papel da globalização no controlo da corrupção.

Alexandre Soares dos Santos

Alexandre Soares dos Santos é um empresário e filantropo português, que presidiu até 2013 ao Conselho de Administração do grupo Jerónimo Martins. É um dos homens mais ricos da Europa, Fundou em 2009, em honra do seu avô materno, a Fundação Francisco Manuel dos Santos, que visa estudar os grandes temas da agenda nacional.

O Tratado Transatlântico

O Tratado Transatlântico de Comércio e Investimento ainda está em negociação, mas não é por isso que não deixa de ser um tema controverso. Se for ratificado, será o maior tratado de livre comércio de sempre. Uma das provisões mais controversas são tribunais especiais para investidores (ISDS) que noutros tratados já nivelaram leis para o mínimo denominador comum. Mas mesmo que o TTIP fosse limpo dessas provisões, emerge novamente a velha questão – o livre comércio cria emprego? Como compensamos as vítimas da deslocação de indústrias? Do pormenor à generalidade, tudo estará em debate no dia 18 de Fevereiro.

Nota: esta conferência será em inglês.

Até lá fica a conhecer um pouco melhor cada um dos nossos convidados:

Pedro Reis

Pedro Reis é licenciado em Gestão e Administração de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa, tendo completado o seu percurso académico com formações na Harvard Business School em Finanças Estratégicas (2005), no INSEAD (1995) e também na Universidade Católica no Programa Avançado de Formação para Executivos (1994-95). Foi presidente da AICEP e é actualmente CEO do Millennium BCP Capital.

João Amador

João Amador é licenciado e doutorado em Economia pela Universidade Nova de Lisboa. Trabalha no Departamento de Economia e Investigação do Banco de Portugal desde 2001, sendo também autor de diversos artigos publicados pelo Banco de Portugal e por jornais internacionais. Actualmente, João Amador é Professor Assistente Adjunto na Nova SBE, onde ensina as disciplinas de Macroeconomia e Economia Europeia. Os seus interesses de investigação inserem-se nas áreas de comércio internacional, produtividade, macroeconomia, finanças públicas e economia europeia.

Paulo de Almeida Sande

Paulo de Almeida Sande licenciou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Clássica de Lisboa e fez uma pós-graduação em Direito Comunitário pelo Instituto de Estudos Europeus da Universidade Católica Portuguesa, na qual obteve também, posteriormente, o grau de Mestre em Teoria e Ciência Política pelo Instituto de Estudos Políticos. Recebeu uma menção honrosa pela tese publicada e premiada com o prémio Jacque Delors. Actualmente é regente da cadeira de Construção Europeia do curso de Ciência Política do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa, tendo sido também Director do Gabinete em Portugal do Parlamento Europeu.

Luís Brites Pereira

Luís Brites Pereira é Professor Visitante na Nova SBE, onde leciona sobre como fazer negócios no mundo para estudantes de Mestrado e MBA. Enquanto Vice-Diretor do Centro para a Globalização e Governação, publicou vários artigos sobre países em desenvolvimento. Entre 2011 e 2013, foi Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação. Anteriormente fez também parte do Instituto de Investigação Científica Tropical e leccionou na Wits Business School na África do Sul.

Benjamin A. Rockwell

Ben Rockwell is the Economic Unit Chief at the U.S. Embassy in Lisbon. He was previously Director for Europe & North Africa at the Office of the U.S. Trade Representative, where he served on the secretariat of the Chief Negotiator of the Transatlantic Trade and Investment Partnership, as well as directed U.S. trade policy for the Maghreb states. Mr. Rockwell previously served as Deputy Politic Counselor at the U.S. Embassy in Prague, Czech Republic from 2009 to 2013. Prior to that, Mr. Rockwell was a Transatlantic Diplomatic Fellow with the Czech Ministry of Foreign Affairs. A Foreign Service Officer with the U.S. Department of State since 1999, he has served overseas in Romania and Guyana, as well as an earlier assignment in the Czech Republic. Mr. Rockwell has also served in Washington as the State Department’s Coordinator for Fiscal Transparency and in the Office of European Union and Regional Affairs, where he helped manage the State Department’s response to the 2008 fiscal crisis.

↑ Ir para cima